PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Conheça o seu tipo de pele para poder cuidar-se da melhor maneira

Adriana Vilarinho

08/06/2020 04h00

 

iStock

Formada por três camadas: epiderme, derme e hipoderme, a pele é o maior órgão do nosso corpo e, por isso, precisamos cuidar muito bem para mantê-la, acima de tudo, saudável.

Antes de começar qualquer cuidado básico, é preciso, primeiramente, ter em mente que toda pele tem suas características particulares, por isso sua rotina de cuidados deve estar adequada às suas necessidades.

Os tipos de pele mais comuns são: normal, seca, oleosa e mista. Cada uma delas é composta por uma série de aspectos específicos de textura, traços, tamanhos dos poros, entre outros, independentemente de fototipo. Veja as características:

  • Seca: é caracterizada pela perda excessiva de água, o que a torna seca, com pouca luminosidade e propensa às descamações e vermelhidões. As principais causas da pele seca — além da retenção de líquidos — são os banhos quentes, uso de produtos inadequados, pouca ingestão de água e até mesmo fatores genéticos. A hidratação contínua ajuda a minimizar os desconfortos.
  • Oleosa: devido à alta produção de sebo, esse tipo tem o aspecto mais brilhante, com poros dilatados e textura mais espessa. Geralmente, pessoas com pele oleosa são mais propensas a desenvolver acne. As causas são variadas, portanto, pode ser resultado de estresse, má alimentação, exposição solar excessiva, resíduos de maquiagem, entre outras.
  • Mista: a mais comum entre os brasileiros é a pele mista, nesse tipo é muito comum encontrar poros dilatados e aspecto oleoso na "zona T" (testa, nariz e queixo). Um grande erro ao cuidar da pele mista é não dar o tratamento adequado para cada área, para manter o equilíbrio de forma correta. Por isso, utilizar os dermocosméticos próprios para cada região é o mais recomendado.
  • Normal: apresenta uma textura saudável e macia, sem excesso de brilho ou ressecamento, além de ter poucos poros aparentes. Assim como os outros tipos, merece cuidados especiais e próprios.

De forma geral, para manter a pele saudável e com boa aparência, consulte seu dermatologista. Assim, o profissional irá indicar os produtos que mais se adequem ao seu fototipo e características para uma rotina de skincare personalizada, seja com dermocosméticos ou com tratamentos mais caseiros, como máscaras naturais. Mas o mais importante é: não esqueça o filtro solar.

Sobre a autora

Adriana Vilarinho é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, especialista em dermatologia pela Associação Brasileira de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual é membro. Também faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da American Academy of Dermatology.

Sobre o blog

O que a gente chama de beleza é o reflexo da saúde. Uma pele bonita é uma pele saudável, cabelos bonitos são cabelos saudáveis e por aí afora. Este é o espaço para quem busca orientações dermatológicas confiáveis, sempre visando o bem-estar, com dicas que muitas vezes podem ser até bem simples e descomplicadas, mas que são sempre baseadas na experiência médica.

Blog da Adriana Vilarinho