PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Evite o ressecamento da pele e saiba como cuidar de lábios, mãos e pés

Adriana Vilarinho

20/04/2020 04h00

iStock

O ressecamento da pele é uma queixa comum nos meses de outono e inverno. Durante as últimas semanas, em que é preciso permanecer mais tempo dentro de casa, muitas pessoas podem apresentar uma piora deste quadro, especialmente na área dos pés, mãos e lábios, que precisam de cuidados e atenção constante.

O espessamento da pele na região dos pés e as calosidades surgem, grande parte das vezes, quando andamos descalços e também pelo uso de chinelos ou calçados inadequados, pois o atrito repetitivo dos pés com a superfície do material em questão, deixa a pele mais grossa e rígida.

Para reverter esta situação, deve-se usar calçados confortáveis, além de cremes com ação hidratante e queratolítica (que remove o acúmulo de queratina e células na camada superficial da pele). O creme de ureia em concentrações específicas é excelente para controle do quadro, entretanto, é contraindicado para pacientes grávidas ou com algum tipo de sensibilidade ao produto. Para melhor ação e penetração do hidratante, uma boa opção é utilizar meias após sua aplicação, por exemplo.

Devido ao uso constante de sabonetes e álcool em gel, promovemos a retirada da barreira hidrolipídica que protege a pele, favorecendo o ressecamento das mãos, bem como a lesão das cutículas e a fragilidade das unhas. Ficar sem esmalte durante este período pode auxiliar na saúde das unhas e o uso de bases fortalecedoras também é uma proposta interessante, sempre lembrando de hidratar bem as cutículas e a pele das mãos, principalmente antes de dormir.

Para evitar o ressecamento labial, procure aplicar produtos específicos para essa região. Há diversas opções no mercado: lip balms à base de óleos, vaselina ou dexpantenol, que diminuem a perda de água local e ajudam a regenerar a pele. Muitos ainda contêm fator de proteção solar em sua composição, protegendo a pele dos lábios dos raios ultravioleta.

Eles podem ser usados todos os dias e devem ser reaplicados diversas vezes. Durante a noite, antes de deitar-se, uma boa ideia é aplicar uma generosa camada do produto. Evite passar a língua nos lábios, pois a saliva irrita a região, o que piora o quadro. E é claro, por mais tentador que pareça, jamais retire as peles que se soltam, pelo risco de infecção e sangramento local.

Vale lembrar que a hidratação do organismo como um todo também é uma aliada importante, por isso, beba muita água.

Sobre a autora

Adriana Vilarinho é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, especialista em dermatologia pela Associação Brasileira de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual é membro. Também faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da American Academy of Dermatology.

Sobre o blog

O que a gente chama de beleza é o reflexo da saúde. Uma pele bonita é uma pele saudável, cabelos bonitos são cabelos saudáveis e por aí afora. Este é o espaço para quem busca orientações dermatológicas confiáveis, sempre visando o bem-estar, com dicas que muitas vezes podem ser até bem simples e descomplicadas, mas que são sempre baseadas na experiência médica.

Blog da Adriana Vilarinho