PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Intestino em dia também afeta a saúde da sua pele; entenda como

Adriana Vilarinho

16/12/2019 04h00

iStock

Você sabe o que é MICROBIOMA? É a comunidade natural de microrganismos, como bactérias, fungos e vírus, que vive em harmonia com o nosso corpo. No nosso intestino eles constituem a microbiota ou flora intestinal, repleta de microrganismos benéficos e outros que podem causar doenças.

Cerca de 70% das células do nosso sistema imunológico vivem no intestino e o desequilíbrio entre elas é chamado de disbiose intestinal.

A disbiose está associada a várias condições, como ganho de peso e obesidade, resistência à insulina, alergias (incluindo as de pele), doença inflamatória intestinal, doenças autoimunes e depressão.

Nosso organismo passou a exigir uma quantidade maior de nutrientes para lidar com os desequilíbrios gerados pelas situações adversas como a poluição ambiental, o estresse físico e emocional e o aumento no consumo de alimentos de baixo teor nutritivo e industrializados, incluindo consumo indiscriminado de antibióticos, além de fertilizantes e agrotóxicos utilizados na produção de alimentos, sendo que pesquisas recentes mostram que se não houver um bom funcionamento do intestino, isso pode gerar uma maior susceptibilidade para algumas doenças.

Uma alimentação saudável promove uma proliferação de microrganismos benéficos que são fundamentais para a digestão e absorção do que ingerimos. Para equilibrar a flora intestinal, recomenda-se o aumento na ingestão de alimentos como vegetais, frutas e cereais (fontes naturais dos prebióticos: carboidratos que afetam beneficamente estimulando seletivamente a proliferação de bactérias desejáveis).

Além disso, o uso de produtos como probióticos auxilia na prevenção e no tratamento das possíveis alterações dessa flora, além de contribuir para a saúde da pele e do corpo como um todo.

Uma vida saudável não está ligada somente ao tipo de alimento ingerido, mas também ao estilo de vida, hereditariedade, biodisponibilidade dos nutrientes e meio ambiente.  O intestino pode ser considerado um dos grandes mantenedores da saúde. Cuidando melhor do sistema gastrintestinal melhora-se o sistema imunológico e, consequentemente, vive-se com mais disposição prevenindo uma série de enfermidades desde inflamatórias intestinais, alergias, doenças autoimunes, incluindo até estudos recentes sobre impacto em doenças como câncer e obesidade, aumentando a longevidade.

Sobre a autora

Adriana Vilarinho é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, especialista em dermatologia pela Associação Brasileira de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual é membro. Também faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da American Academy of Dermatology.

Sobre o blog

O que a gente chama de beleza é o reflexo da saúde. Uma pele bonita é uma pele saudável, cabelos bonitos são cabelos saudáveis e por aí afora. Este é o espaço para quem busca orientações dermatológicas confiáveis, sempre visando o bem-estar, com dicas que muitas vezes podem ser até bem simples e descomplicadas, mas que são sempre baseadas na experiência médica.

Blog da Adriana Vilarinho