Topo
Blog da Adriana Vilarinho

Blog da Adriana Vilarinho

Histórico

Foliculite: conheça os principais sinais e sintomas

Adriana Vilarinho

21/10/2019 04h00

Crédito: iStock

Já ouviu falar de foliculite? É uma infecção de pele que ocorre nos folículos pilosos (estrutura que dá origem ao pelo), geralmente motivada por uma bactéria ou fungo, mas que também pode ter origem por vírus ou inflamação causada por pelos encravados.

Na maioria dos casos, a foliculite é superficial, com aspecto de pequenas "espinhas" de pontas brancas em torno de um ou mais folículos pilosos, podendo também apresentar coceira e dor local.

É frequente que essas inflamações involuam sozinhas mas, em casos mais graves, é necessário tratamento específico com médico dermatologista, já que pode ocorrer a perda permanente do pelo e ainda a formação de cicatrizes.

Qualquer pessoa pode desenvolver foliculite, mas existem fatores que aumentam a predisposição ao problema. Condições médicas que reduzam a resistência às infecções (como diabetes), aumento de peso, uso de medicamentos com corticoide e dermatites são alguns deles.

Confira os sinais e sintomas mais comuns de foliculite:

  • Surgimento de pequenas "espinhas" com ou sem pus;
  • Vermelhidão;
  • Coceira;
  • Sensibilidade na região.

Em casos mais graves, quando a inflamação atinge áreas mais profundas da pele, geralmente por infecção de bactérias estafilocócicas, podem surgir "furúnculos" — lesões que com formação de nódulos avermelhados sob a pele, geralmente sensíveis e doloridos, e lesões elevadas com ponto purulento central.

Principais fatores desencadeantes de foliculite:

  • Fricção ao barbear ou depilar a pele;
  • Uso de roupas justas;
  • Exposição ao calor e suor intenso;
  • Dermatites e acnes;
  • Lesões na pele por arranhões ou pequenos traumas;
  • Curativos de plástico em contato com áreas de pelo.

Existem diversos tipos de foliculite e somente o dermatologista poderá diagnosticar e indicar o melhor tipo de tratamento para cada caso, de acordo com a gravidade da infecção, que pode ser desde a prescrição de antibióticos até a drenagem das secreções. A prevenção é a melhor recomendação!

Sobre a autora

Adriana Vilarinho é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, especialista em dermatologia pela Associação Brasileira de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual é membro. Também faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da American Academy of Dermatology.

Sobre o blog

O que a gente chama de beleza é o reflexo da saúde. Uma pele bonita é uma pele saudável, cabelos bonitos são cabelos saudáveis e por aí afora. Este é o espaço para quem busca orientações dermatológicas confiáveis, sempre visando o bem-estar, com dicas que muitas vezes podem ser até bem simples e descomplicadas, mas que são sempre baseadas na experiência médica.

Blog da Adriana Vilarinho