menu

Topo
Blog da Adriana Vilarinho

Blog da Adriana Vilarinho

Histórico

Cuidados básicos que todo homem precisa ter para manter a pele saudável

Adriana Vilarinho

06/08/2018 04h00

Crédito: iStock

A pele masculina tem características únicas e precisa de cuidados específicos. A pele masculina é cerca de 25% mais espessa do que a da mulher e a densidade de colágeno é maior em todas as faixas etárias. Além disso, tem textura mais áspera, que ocorre pela presença dos pelos terminais (grossos e pigmentados) que cobrem a maior parte do corpo. As diferenças são mais pronunciadas no rosto, onde as mulheres têm pelos do tipo velos (finos e claros). Como a barba é uma proteção contra a radiação ultravioleta, homens com envelhecimento causado pelo sol em geral não têm tantas rugas quanto as mulheres.

Os homens têm maior número de glândulas sebáceas no rosto e grande sensibilidade à testosterona, hormônio que influencia o funcionamento dessas glândulas. A produção de sebo nos homens é, em média, duas vezes maior do que nas mulheres. A maior quantidade de sebo provoca excesso de oleosidade, e maior propensão a poros dilatados, cravos e acne.

Sabendo essas diferenças é possível estabelecer uma rotina de cuidados específicos que incluem:

  • Limpeza Primeiro passo para começar uma rotina é manter a pele do rosto sempre limpa! Nunca use o mesmo sabonete do corpo em seu rosto. A pele facial geralmente é mais oleosa e usar um produto não adequado pode agravar essa característica e provocar acne. No caso das peles normais a oleosas, que brilham muito e têm poros abertos, o ideal são os sabonetes líquidos com fórmula que predominam ingredientes que ajudem a combater a oleosidade com ácido salicílico. A pele do rosto deve ser limpa de manhã e à noite, de preferência com água morna que ajuda a abrir os poros intensificando a limpeza. Deve-se evitar uso de água muito quente, que pode gerar um aumento rebote da oleosidade. Quem tem a pele do rosto mais seca e com sensibilidade e dermatites frequentes deve dar preferência a sabonetes líquidos ou espumas de limpezas com substâncias calmantes e fórmulas mais suaves.
  • Esfoliação O uso de esfoliantes é indicado para pessoas com pele mais oleosa e com cravos na "zona T". Basicamente, a esfoliação remove o acúmulo de impurezas e células mortas da pele, ajudando a melhorar a textura da pele, desobstruir poros e remover possíveis pelos encravados. É recomendado fazer uma esfoliação pelo menos uma vez por semana.
  • Tonificação No começo pode parecer trabalhoso ter que aplicar a loção tônica em toda a superfície do rosto, pelo menos duas vezes ao dia. Mas depois vira uma rotina tão comum quanto escovar os dentes. A loção tônica/adstringente ajuda a eliminar as impurezas da pele, suavizar e refrescar, também minimiza os poros, auxilia no controle da oleosidade e tem função cicatrizante e calmante. Quem tem a pele mais ressecada e sensível deve evitar o uso contínuo de adstringentes e investir no uso de água termal que tem propriedades calmantes e hidratantes para a pele.
  • Hidratação Manter a pele hidratada ao longo do dia ajuda a garantir sua resistência contra as agressões externas, como vento, sol e poluição. Quem tem a pele oleosa pode optar por hidratantes com efeito matificante, que ao fechar os poros reduz o brilho e a oleosidade da pele, além de controlar a atividade das glândulas sebáceas. Os hidratantes ainda podem ter ativos antioxidantes como a vitamina C e outros ativos antipoluição.
  • Proteção O correto é usar o protetor solar todos os dias, até nos nublados, finalizando a rotina de cuidados com o rosto. Escolha sempre os filtros com ampla proteção solar a raios UVA e UVB, garantindo a proteção contra queimaduras solares e envelhecimento da pele. Como a maioria dos jovens sofre de pele oleosa, são indicados protetores não comedogênicos (que previnem a acne), com fórmula oil-free, toque seco e sem fragrância. Algumas marcas também possuem filtros ativos antioxidantes, prevenindo o fotoenvelhecimento.
  • Barba O ato de barbear-se deve ser realizado, preferencialmente, após o banho. Afinal, é nesse momento que a pele fica completamente limpa e com menos riscos de desenvolver irritações. No entanto, alguns cuidados são fundamentais para garantir que o processo seja eficaz. Por isso, na hora de tirar os pelos da face, recomenda-se a aplicação de um creme de barbear e procurar evitar o sabonete. O sabonete atrapalha o deslizamento da lâmina, além de ferir a pele e o rosto. Logo após é indicado um bálsamo pós-barba com ação antisséptica, cicatrizante e calmante –ideal para o homem que tem pré-disposição à foliculite –, assim como loções anti-inflamatórias. O barbear deve começar pelas laterais do rosto –costeletas, bochechas e maxilar –, onde a pele é menos sensível. A lâmina não deve ser muito pressionada contra o rosto ou passada várias vezes na mesma área, pois isso aumenta o risco de traumas. Ela ainda deve acompanhar o sentido de crescimento dos pelos, o corte no sentido contrário aumenta o risco de irritações e foliculite.

Sobre a autora

Adriana Vilarinho é graduada pela Faculdade de Medicina do ABC, em São Paulo, especialista em dermatologia pela Associação Brasileira de Medicina e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), da qual é membro. Também faz parte da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD) e da American Academy of Dermatology.

Sobre o blog

O que a gente chama de beleza é o reflexo da saúde. Uma pele bonita é uma pele saudável, cabelos bonitos são cabelos saudáveis e por aí afora. Este é o espaço para quem busca orientações dermatológicas confiáveis, sempre visando o bem-estar, com dicas que muitas vezes podem ser até bem simples e descomplicadas, mas que são sempre baseadas na experiência médica.